Lomadee

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Cada Um Tem a Gêmea que Merece (Jack and Jill)

Cada Um Tem a Gêmea que MereceComentário do DJ alma: Esse filme me chamou a atenção só por Adam Sandler que faz um engraçado papel duplo em família. Ele e sua irmã gêmea bivitelina (disso eu entendo, pois sou biólogo) fizeram muitas peripécias até tudo ficar bem. Uma grande participação de Al Pacino como ele mesmo. Enfim, é um filme legal, mas não é excepcional dentre a filmografia de Adam Sandler. 

Nota de DJ alma (de zero a 10): 6,0;

Texto e crítica por Adorocinema.com

  1,7

Sinopse e detalhes


Jack (Adam Sandler) mora em Los Angeles com sua esposa Erin (Katie Holmes) e os filhos. Pacato homem de família e publicitário de sucesso, sua vida só muda radicalmente durante a comemoração do Dia de Ação de Graças. O motivo? A visitinha que sua irmã gêmea Jill (Adam Sandler), uma grosseirona moradora do Bronx, em Nova York, costuma fazer para ele. O pior é que todo mundo acha que eles são muito parecidos, mas Jack tem certeza que não e só quer distância dela. Agora, o ano passou e o calendário avisa: é hora de assar o peru e aturar as loucuras de sua maninha. 

Título originalJack and Jill
Curiosidades 9 curiosidades
DistribuidorSONY PICTURES
Bilheterias Brasil2.114.101 ingressos
Ano de produção2011
Orçamento-
Data de lançamento em VOD-
Relançamento-
Lançamento do DVD-
LínguaInglês
Lançamento do Blu-ray-
Formato de produção35 mm
CorColorido
Formato de áudioDTS, SDDS, Dolby Digital
Tipo de filmelonga-metragem
Formato de projeção1.85 : 1


Críticas AdoroCinema Cada Um Tem a Gêmea que Merece

Nota: 0,5
 

Vestir-se de mulher não é novidade na sétima arte. Dustin Hoffman (Tootsie), Robin Williams (Uma Babá Quase Perfeita), John Travolta (Hairspray), Martin Lawrence (Vovó...Zona), Eddie Murphy (O Professor Aloprado) e tantos outros já fizeram isto antes. Contracenar consigo mesmo também não, até Arnold Schwarzenegger já explorou a ideia em O Sexto Dia. Dito isto, a possibilidade de ver Adam Sandler em dose dupla e, numa delas, travestido de mulher não traz absolutamente nada de novo. Soma-se a isto o fato de que este é um filme de Adam Sandler, ou seja, repleto de preconceitos e grosserias, e o resultado não é nem um pouco animador.

A história é focada nos gêmeos Jack e Jill, que vivem bem distantes um do outro. Enquanto ele formou família e enriqueceu, ela permanece solteirona e solitária. O Dia de Ação de Graças se aproxima e, para desespero de Jack, a irmã está prestes a chegar. É claro que eles não se dão bem e é claro que, no decorrer da história, lições de moral sobre a importância da fraternidade e dos bons sentimentos farão com que se reaproximem. Não sem abusar – e muito – das características principais da filmografia de Sandler, cuja predileção pela escatologia gera um tipo de humor raso e sem graça.

A grande questão é que Sandler, travestido, não convence nem um pouco. O próprio filme assume este lado, com várias piadas sobre a feiúra de Jill e questionamentos se ela não seria um homem. A autocrítica é até bem-vinda, no sentido de fazer graça de si mesmo, só que é explorada de forma superficial. Sandler está mais preocupado em fazer piada sobre as minorias, sob uma falsa aura de proteção. Se por um lado as apresenta ajudando de alguma forma, por outro não pensa duas vezes antes de estereotipá-las. É o que acontece com os mexicanos, os indianos e os sem teto.

Outra aposta fracassada é nos “twin powers”. São aquelas velhas histórias de que quando acontece algo com um gêmeo o outro também sente ou que um consegue adivinhar o que o outro está pensando. Ok, são argumentos válidos dentro do contexto do filme. O incrível é que as pessoas em volta acreditem piamente, numa complacência que beira o ridículo. Em especial da personagem de Katie Holmes, mera figura decorativa ao longo de todo o filme. Sua única função na trama é aparecer bela como a esposa de Sandler, apenas isto. Retire-a de cena e a história não sentirá falta.

Entretanto, o mais inacreditável é a presença de Al Pacino, que interpreta a si mesmo. O filme até acerta em algumas brincadeiras sobre a persona pública do ator, como a predileção por Shakespeare e o fato de ter ganho apenas um Oscar, mas também o coloca em situações vergonhosas. O que dizer do comercial do Dunkaccino por ele gravado? É tão patético que o próprio filme faz piada em cima de sua má qualidade. De todos do elenco, é Pacino quem mais merece a Framboesa de Ouro por aceitar fazer parte de algo tão baixo.

Cada Um Tem a Gêmea que Merece é um filme pavoroso, daqueles que vão irritando mais à medida que a história passa. Se você não for muito fã de Adam Sandler, passe longe. É dos piores filmes de sua carreira.


Diretores

Atores e atrizes

Funbucket

Produção

Produtor
Produtor

Roteiro

Roteirista

Equipe técnica

Decorador chefe

Atividades empresas

Distribuição brasileira (Lançamento)
Produção
Produção
Distribuição no exterior (Lançamento)


Posters

Fotos do filme

Cada Um Tem a Gêmea que Merece


Para descobrir o que poucos sabem sobre esse filme, é aqui!

Censura nele

Originalmente, o filme recebeu classificação PG (Não recomendável para crianças) por conter (numa tradução aproximada) cenas de "humor grosseiro, sexual, linguagem chula, violência cômica e uso de cigarros", mas acabaram mudando para "material grosseiro, incluindo referências e sugestões de linguagem e violência cômica".

Repetindo a parceria

Até 2012, este foi o sétimo filme do diretor Dennis Dugan com o ator Adam Sandler. Os outros foram Um Maluco no Golfe (1996), O Paizão (1999), Eu os Declaro Marido e... Larry (2007), Zohan - O Agente Bom de Corte (2008), Gente Grande (2010) e Esposa de Mentirinha (2011). 

De volta para o cinema

O ator e comediante Dana Carvey, famoso pelas comédia Quanto Mais Idiota Melhor (1992) e Quanto Mais Idiota Melhor 2 (1993), retorna para o cinema após nove afastado da tela grande.

Olha eu aqui outra vez

O ator Allen Covert que interpreta o personagem Otto fez o mesmo em Um Maluco no Golfe (1996), que também é um filme de Adam Sandler.

Feito por quem gosta do gênero

Cada um Tem a Gêmea que Merece é ds mesmos produtores de Esposa de Mentirinha e Gente Grande.

Cenas adicionais no créditos finais

Não saia antes do final do créditos porque tem uma cena adicional.

Ops! Não era para aparecer

Quando usava uma mini-saia, interpretando o personagem Jill, Adam Sandler acabou tendo suas partes íntimas mostradas no filme.

Parece, mas não é

Assim como aconteceu em Esposa de Mentirinha, o personagem de Sandler também leva alguém em um cruzeiro, no caso sua irmã Jill, para fazê-lo feliz.

Idênticos, mas nem tanto

Apesar de o material promocional do filme explorar o fato de que os personagens são gêmeos idênticos, a ciência considera idênticos somente aqueles que são do mesmo sexo.

Bilheteria Brasil

Semana Ingressos Total
10 ao 12 fevereiro 2012 373.274 373.274
17 ao 19 fevereiro 2012 205.497 1.123.259
24 ao 26 fevereiro 2012 219.571 1.387.299
2 ao 4 março 2012 145.011 1.640.606
9 ao 11 março 2012 113.917 1.834.746
16 ao 18 março 2012 71.599 1.965.101
23 ao 25 março 2012 43.228 2.042.137
30 março ao 1 abril 2012 24.619 2.089.100
6 ao 8 abril 2012 11.441 2.114.101

Bilheteria EUA

Semana Receitas Total
11 ao 13 novembro 2011 $26,000,000 $26,000,000
18 ao 20 novembro 2011 $12,000,000 $41,028,000
25 ao 27 novembro 2011 $10,300,000 $57,417,000
2 ao 4 dezembro 2011 $5,500,000 $64,308,000
9 ao 11 dezembro 2011 $3,085,098 $68,527,385
16 ao 18 dezembro 2011 $1,228,843 $70,506,629

Últimas notícias

Adam Sandler é o grande "vencedor" do Framboesa de Ouro

Adam Sandler é o grande "vencedor" do Framboesa de Ouro

segunda-feira, 2 de abril de 2012 - Notícias - Festivais e premiações
"Cada Um Tem a Gêmea que Merece" vence em todas as categorias da premiação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário